PLANEJAMENTO

No planejamento cirúrgico, consideramos os seguintes elementos:

- As necessidades da área receptora (área calva) e a capacidade da área doadora (área de cabelo normal), definindo o número de etapas para cada caso. Em casos de calvície acentuada necessitamos de três ou mais etapas.
- Uma projeção futura do cabelo existente, se vai se manter ou não.
- A densidade de cabelo da área doadora, ou seja o número de fios por cada centímetro quadrado de couro cabeludo.
- Tipo de cabelo : liso, ondulado ou crespo.
- Diâmetro do cabelo : grosso ou fino.
- Espessura do couro cabeludo.
- Inclinação do antigo cabelo, através de fios sentinelas e cabelo vizinho.
- Cor de cabelo : preto, castanho, loiro, grisalho ou branco.
- Tipo racial.
- Elasticidade do couro cabeludo.
- Análise do ciclo normal do cabelo.


Feito um estudo dos elementos acima, podemos planejar as táticas mais adequadas, refinamentos e etapas que seu caso exige. Além disso, será feita uma análise das condições clínicas/físicas do paciente, por meio de exame laboratorial e cardiológico.

Os cabelos transplantados passam a crescer naturalmente após 90 dias em média, crescendo um centímetro por mês durante toda a vida. Portanto, com 8 meses após o transplante, os fios estarão em média com 5 cm de comprimento, ocasião em que o paciente já poderá submeter-se a uma segunda etapa e depois uma terceira, sempre de acordo com o que foi previamente planejado para cada caso.